Wednesday, 21 January 2009

Fitch's Shetty Comments on Brazilian Rate Cut (Port.)

Comentários de Shelly Shetty, diretora sênior do grupo de ratings soberanos da Fitch na América Latina. Prestem atenção da forma que Shetty menciona a situação de desaceleração econômica no Brasil -- o que o BC não menciona de jeito nenhum no texto já traduzido no nosso último posting.

“A queda da inflação e das expectativas de inflação, assim como a
desaceleração da atividade econômica de forma mais acentuada do que era
esperado proporcionou ao Banco Central flexibilidade para começar o ciclo
de relaxamento monetário com um agressivo corte. Entretanto, o Banco
Central precisa se manter vigilante contra os riscos de inflação
provenientes do enfraquecimento do Real.”

“O corte na taxa de juros pelo Banco Central, assim como sua atitude pró-ativa para

garantir adequada liquidez no sistema financeiro, deverá proporcionar algum
apoio à vacilante perspectiva de demanda doméstica.”

“A manutenção de uma estrutura de política monetária e de taxa de juros

confiável será essencial para que o Brasil possa enfrentar o ambiente
externo desfavorável e minimizar os impactos da recessão global, queda dos
preços das commodities e desalavancagem global.”

No comments:

Post a Comment